"A literatura tem essa magia de nos tornar contemporâneos de quem quisermos." (Inês Pedrosa)

sábado, 2 de outubro de 2010

O desabar de tudo

Retrato do desmoronar completo da sociedade causado pela cegueira que aos poucos assola o mundo, reduzindo-o ao obscurantismo de meros seres extasiados na busca incessante pelo poder. Crítica pura às facetas básicas da natureza humana encarada como uma crise epidémica. Mais do que olhar, importa reparar no outro. Só dessa forma o homem se humaniza novamente. Caso contrário, continuará uma máquina insensível que observa passivamente o desabar de tudo à sua volta. 

(José Saramago)

Um comentário:

Marcio Nicolau disse...

Assisti ontem ao "Ensaio sobre a cegueira". Sem trocadilho, afirmo: muda a nossa visão! Fiquei interessado em me debruçar sobre o livro que, imagino, é ainda mais extraordinário.

Gostei do blog, pela compilação de bons autores e pela tua contribuição inteligente (a brilhante definição de literatura acima, primeiro texto teu que eu li)

Espero que volte ao InterTextual e que sigamos dialogando.

Também com admiração, um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...